A destrutiva nota de uma professora, uma aluna que indigna a todos

Os grandes erros dos professores por causa de uma falta de empatia

Estefânia EstêvãoEstefânia EstebanResponsable Multimedia08 de agosto de 2018

Um psicólogo compartilhou em suas redes sociais a nota de uma professora que saiu no caderno a uma menina de seis anos. A nota foi indignado tanto a judeus como aos educadores e pais. Qual a razão? Longe de ser uma classificação ou uma nota para melhorar o desempenho da pequena, tratava-se de uma observação totalmente destrutiva. O ruim é que não era a primeira vez que esta pequena recebia uma nota assim. O resultado? Seu problema com a matemática e a língua, longe de melhorar, não para de crescer…

Esta é a destrutiva nota de uma professora, uma aluna que se tornou viral e tem indignado a todos. Descubra aqui a sua história.

Esta é a destrutiva nota de uma professora, uma aluna que nos faz refletir sobre a docência

A nota destrutiva de uma professora, uma aluna que indigna a todos

A nota diz bem claro o seguinte: ‘Muito distraída e lenta’. Não é a única advertência da professora e sua aluna. Seu caderno estava cheio de marcas apontando todos os erros que a menina cometeu. Nenhuma para apontar os acertos. Além disso, escrevia de forma esporádica mensagens semelhantes, como ‘muito vaga’, ‘sem atenção’…

O caso desta pequena, com suas dificuldades e particularidades, foi incendiado as redes sociais, e tem servido para refletir, mais uma vez, sobre a importância de promover a empatia entre os docentes. O caso trouxe à luz o psicólogo Agostinho Soria Vinha. Explica a história de uma garota, que vive em um bairro conflitivo da Argentina, com poucos recursos, e alguns problemas de aprendizagem. Em sua nota, explica o seguinte:

‘Ontem eu conheci a L. Tem seis anos, está no primeiro grau e vive em um bairro complexo e carente da cidade de Rosário. A menina se faz presente, e digite no espaço portando um maroto sorriso no rosto e uma rosa e pesada mochila na mão direita. Começamos a interagir por motivos que fazem a construção de um vínculo terapêutico.

Se lhe pergunta por sua escola e afirma que gosta muito de participar da mesma e que divirta-se com a Língua e Matemática…

No entanto, a pequena ia à terapia porque só conhecia certos números e as vogais. Levava consigo uma caixa com os números até o 50 e o alfabeto, mas a professora não lhe permitia usar essa pequena ajuda… A menina, apesar de tudo, ele tentou. A resposta, imagine: seus erros bem marcados e a nota em grande avisando de um problema de ‘lentidão’ e falta de atenção.

O psicólogo também adverte em sua explicação que a professora utilizava para ensinar vogais e números da repetição sistemática. Nada de jogos, nem projetos, nem atividades atraentes. O clássico ‘cópia 100 vezes o alfabeto’.

Mas o texto do psicólogo ressalta (sobre tudo) o grande erro de ‘marcar a menina’ como lenta e distraída:

‘E por cima, a docente só marcava seus erros. Nem mesmo os visualizaba como parte do processo de aprendizagem. O marcava para estigmatizar, para ferir, para fazer com que seus alunos, neste caso, L, padecessem ir para as aulas, e ainda pior, que temer errar.

A menina, que está em plena construção de sua subjetividade e, portanto, de suas aprendizagens, se mergulha em um abismo de notas absurdas e patologizantes. Lenta, distraída, sem atenção, vaga…

L, não conseguiu mostrar nem uma atividade que tenha feito bem. Só dizia “aqui enganei-me”, “aí eu me confundi”, “isso eu fiz de errado”. Ressaltando todo o negativo, como sua mestra.

O problema aqui é que o professor apenas enfatizou os erros da menina, anulando por completo a sua confiança em si mesma, sua auto-estima e, claro, sua ilusão. Ele ensinava com uma metodologia chata, sistemática, sem ter em conta também seus problemas e lacunas de base, os seus progressos e os seus obstáculos, encaminándola sem remédio para o fracasso escolar…

Uma reflexão que você pode servir em qualquer lugar onde exista uma falta de empatia e conexão entre professores e alunos. Talvez, resgatando este importantíssimo valor e armándose de ferramentas desafiantes, se obtenha muito mais. Com uma metolodología baseada em projetos, os trabalhos em equipe, a personalização e o respeito ao ritmo de aprendizagem de cada aluno, o aprendizado positivo, os jogos, a prática… Muitos professores já demonstram isso. Felizmente.

10 dicas para a adaptação ao colégio das crianças

Promovido

A resiliência é a capacidade do ser humano para enfrentar qualquer situação, mesmo as mais adversas, de forma positiva.

  1. Capa
  2. Educação
  3. Aprendizagem
  4. A destrutiva nota de uma professora, uma aluna que indigna a todos

Relacionados

EscolaAprendizagemAprendizagemEscolaSanduíches e lanchesEducaciónprofesoresmalos profesoreseducar os niñoscolegioescuelanota de um profesoreducar em positivomotivacionempatia

0 Comentários

×

Responsável ” Polegar Meios S. L. N. E

Objectivo ” Gerir os comentários ou Registro na web

Legitimação ” Consentimento do titular dos dados

Direitos ” Tem o direito de aceder, rectificar e cancelar os dados, bem como outros direitos, como se explica a informações adicionais

Informações adicionais “, você Pode consultar a informação adicional e mais detalhada sobre a Protecção de Dados Pessoais na Política de Privacidade e Aviso Legal https://www.guiainfantil.com

O mais visitado

SaúdeAlimentaçãoLazerBebês

Boletim informativo Semanal GuiaInfantil.com

Receba nossas novidades em seu e-mail

×

Responsável ” Polegar Meios S. L. N. E

Objectivo ” Gerir os comentários ou Registro na web

Legitimação ” Consentimento do titular dos dados

Direitos ” Tem o direito de aceder, rectificar e cancelar os dados, bem como outros direitos, como se explica a informações adicionais

Informações adicionais “, você Pode consultar a informação adicional e mais detalhada sobre a Protecção de Dados Pessoais na Política de Privacidade e Aviso Legal https://www.guiainfantil.com

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, elaborar informação estatística e para a veiculação de publicidade personalizada. Se você continuar a navegar ou fechar a mensagem, entendemos que você está aceitando. Você pode alterar as configurações na nossa Política de Cookies

GuiaInfantil.com é o site líder em audiência na categoria ” Família e Estilo de Vida, com 14 milhões de visitantes por mês.

Polegar Meios S.L. © 2000-2018. Todos os direitos reservados.

Made with by 360audience

Leave a Reply